Televendas | 0800 878 6547

Neuropsicologia: o que você deve saber sobre essa especialidade médica

A Neuropsicologia é uma área importante para entender as funções cognitivas e pede mais e mais especialistas. Confira os detalhes!

 

O cérebro humano é uma verdadeira máquina. Todo o funcionamento do corpo está ligado a ele, por isso, o cuidado e a atenção com esse órgão é essencial. Quando, de alguma forma, o cérebro é afetado, pode comprometer o desenvolvimento cognitivo. Nem sempre isso é perceptível em um primeiro momento, sendo o papel do neuropsicólogo fundamental.

Neste artigo, nós explicamos a você qual é a importância da Neuropsicologia, como funciona essa especialidade médica, como ela atua no tratamento de doenças e na reabilitação de pacientes com lesões cerebrais. Além disso, você também conhece alguns cursos ligados à área. Confira!

O que é a área da Neuropsicologia?

A Neuropsicologia é uma especialidade da Psicologia, que estuda e busca compreender a influência do cérebro nas nossas funções cognitivas. Isso inclui aspectos, como: atenção, memória, capacidade de julgamento, emoções, entre outros.

O papiro egípcio conhecido como Papiros de Edwin Smith, que data de 1600 a.C., é considerado o documento mais antigo que se tem conhecimento e que contém informações sobre funções mentais de 48 pessoas com lesões cerebrais. Desde então, filósofos como Platão e Descartes desenvolveram suas teorias a respeito do assunto.

Hoje, a Neuropsicologia se empenha na identificação de mudanças de comportamento e sua ligação com funções cognitivas da pessoa, levando em consideração a idade e também o contexto psicossocial do momento. Para isso, são utilizados conhecimentos teóricos advindos da neurociência e da prática clínica.

O que faz um neuropsicólogo?

Basicamente, a função do profissional é realizar a avaliação, a investigação e a criação de hipóteses diagnósticas de seus pacientes, a fim de determinar o plano de tratamento mais adequado por meio da Neuropsicologia.

Cabe ao profissional fazer uma avaliação, considerada complexa. Isso porque ela envolve uma investigação aprofundada sobre as funções cognitivas do indivíduo, desde a memória até a linguagem. Logo, o trabalho do neuropsicólogo abrange realizar entrevistas não só com os pacientes, mas também com a sua família.

Além desse processo, também são aplicados testes e realizados exames de imagem. Tudo isso fará parte de um relatório completo sobre o perfil neuropsicológico do paciente.

Um ponto que vale a pena destacar é que o profissional não é capaz de fechar o diagnóstico sozinho —, para tal é necessário o médico. O neuropsicólogo faz a descrição de competências e dificuldades do paciente.

Cabe ressaltar uma característica importante do trabalho, que é a avaliação de personalidade junto à cognitiva. E por que falamos disso? Porque grande parte dos transtornos ligados à personalidade estão relacionados a déficits de cognição.

Quais são as habilidades que o especialista deve desenvolver?

O neuropsicólogo precisa ter algumas habilidades para desempenhar bem as suas funções, isso inclui aspectos como:

  • atuação ética e responsável — o profissional precisa seguir as diretrizes profissionais da Psicologia, visto que a Neuropsicologia é uma área oriunda dessa, lembrando sempre da responsabilidade ética que ele carrega enquanto profissional da saúde;
  • escuta atenta e cuidadosa — é fundamental escutar atentamente o que o paciente diz, mas também saber ler nas entrelinhas seu comportamento. Também é fundamental ser cuidadoso com a forma de falar e tratar a pessoa, ela precisa sentir confiança e estar confortável na sua presença;
  • capacidade de observação e pensamento crítico — uma habilidade indispensável é ser observador e utilizar o pensamento crítico para avaliar as situações, nem tudo é o que parece, e o neuropsicólogo precisa estar atento a isso para poder prover o diagnóstico correto ao paciente.

Como se tornar um especialista em Neuropsicologia?

O primeiro passo é ter uma formação em Psicologia: como a Neuropsicologia está relacionada a essa graduação, é essencial ter a formação. Depois, é preciso fazer a especialização para um psicólogo se tornar um neuropsicólogo.

Ressaltamos que a formação em Neuropsicologia pode ser feita tanto por meio de uma especialização chamada lato sensu, quanto por uma stricto sensu, no caso mestrado e doutorado.

Como está o mercado de trabalho?

O mercado de trabalho está sempre em busca de melhores profissionais, e nas áreas ligadas à saúde não seria diferente. O Brasil, hoje, conta com 394.926 psicólogos, segundo o Conselho Federal de Psicologia. Entre eles, encontram-se neuropsicólogos.

A Neuropsicologia tem um potencial gigantesco de crescimento nos próximos anos, justamente por ser uma ciência em desenvolvimento. Além disso, é uma área que está integrada a outras especialidades, como Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Medicina, Fisioterapia e outras. Portanto, há um mercado enorme para ser explorado.

Quais são os campos de atuação?

O campo de estudo da Neuropsicologia é amplo, e, dessa forma, o profissional pode atuar em diferentes áreas. A seguir, mostramos algumas das principais!

Neuropsicologia Clínica

A Neuropsicologia Clínica está entre as maiores áreas de atuação do profissional. Ela tem por objetivo a identificação e o tratamento de doenças ligadas ao cérebro e que causam déficits ligados à cognição.

Por exemplo, a aplicação tem avaliações de síndromes genéticas de diferentes tipos, preparação cirúrgicas de pacientes com epilepsia, avaliação de sequelas de traumas de AVCs e de pessoas com TDAH. Então, quando se trata da aplicação clínica, o trabalho se concentra no diagnóstico, na avaliação e na elaboração de relatórios clínicos de paciente, bem como na sua reabilitação.

Reabilitação de perdas de funções de base cerebral

A outra área de atuação da Neuropsicologia é a reabilitação de pacientes que têm alguma perda de funções cerebrais. Por exemplo, pacientes que perdem a visão devido a uma doença e precisam se adaptar à nova realidade.

Depois da avaliação, o indivíduo então passa pelo diagnóstico médico e, com o auxílio do neuropsicólogo, são determinadas as estratégias e os exercícios que estimularão a neurogênese e a reorganização sináptica neural. Geralmente, esse trabalho é feito em clínicas especializadas em conjunto a outros profissionais.

Acadêmico

Por fim, temos a Academia, que é voltada para estudos na área de Neuropsicologia. O foco é o ensino e a pesquisa, sendo que o profissional também realiza experimentos que visam entender as relações mente-cérebro.

Aqui são compartilhados interesses com outros segmentos, como Medicina Preventiva e Neurologia Comportamental. O trabalho do neuropsicólogo também encontra espaço em laboratórios de indústria, consultoria, além de universidades.

Como se especializar e atuar nesse segmento?

Ao longo do artigo, destacamos a importância de se especializar para ter uma atuação efetiva nesse segmento. A Inspirali conta com quatro cursos na área de Neuropsicologia. Saiba mais sobre eles a seguir!

Avaliação e Reabilitação Neuropsicológica Infantil

A Avaliação e Reabilitação Neuropsicológica Infantil é um nanodregree do curso de especialização em Neuropsicologia, com 30 horas de duração. Focado na capacitação de profissionais para a realização de avaliações e reabilitação ligadas à Neuropsicologia Infantil.

Neuropsicologia das Funções Cognitivas

O curso de Neuropsicologia das Funções Cognitivas é outro nanodegree de especialização. Dessa vez, o foco é a neurociência aplicada à educação. Os estudos são voltados para o comportamento e a cognição cerebral. O ensino é todo direcionado para uma abordagem prática e de aplicação à realidade do mercado.

Neuropsicologia e Terapia Cognitiva Comportamental

No curso de Neuropsicologia e Terapia Cognitiva Comportamental você aprende sobre a origem da Terapia Cognitiva Comportamental e os princípios básicos dessa linha, o que inclui pensamento automático, erros de cognição, técnicas de tratamento e terapia. A ideia é que você reconheça com facilidade o perfil cognitivo dos pacientes que apresentam algum tipo de transtorno psiquiátrico.

Neuropsicofarmacologia

No nanodegree de Neuropsicofarmacologia, você aprende como as drogas influenciam os nossos mecanismos neurais e comportamentos. O conteúdo também conta com estudos sobre a integração com psicofarmacologia e a neurociência fundamental.

Como você pôde notar, a Neuropsicologia tem grande importância, por sua interface direta com a Psicologia e a Neurologia, duas áreas essenciais quando se trata do funcionamento do cérebro. O órgão é o grande responsável por todo o funcionamento cognitivo, emocional e funcional das pessoas. Portanto, ter um profissional especializado lidando com a sua compreensão é essencial.

Por falar em especialização, sabia que tratamentos com Cannabis medicinal estão em ascensão no Brasil e no mundo? Não fique por fora dessa, conheça agora a Medicina Canabinoide e saiba a necessidade do aperfeiçoamento médico!

Últimos posts

Neuropsicologia: o que você deve saber sobre essa especialidade médica

A Neuropsicologia é uma área importante para entender as funções cognitivas e pede mais e mais especialistas. Confira os detalhes!…

Pós-graduação em Medicina? Conheça vantagens e dicas para acertar na escolha

Ao fazer uma pós-graduação em Medicina, você ganha o título de especialista e pode se aprofundar no exercício da profissão!…

Veja por que vale a pena se especializar em Medicina do Esporte

Um segmento em ascensão e que pode ser uma ótima chance! Veja mais detalhes sobre a Medicina do Esporte! Por…

Filtro

Utilize os filtros para facilitar sua busca

Tipos de Formação
Área de Interesse

Olá, estamos felizes por se interessar em nosso conteúdo, para prosseguir preencha os campos abaixo e tenha acesso a este e mais conteúdos de qualidade

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar oferta de cursos e serviços e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.

Olá, estamos felizes por se interessar em nosso conteúdo, para prosseguir preencha os campos abaixo e tenha acesso a este e mais conteúdos de qualidade.

Utilizamos seus dados conforme previsto em nossos avisos de privacidade. Você pode cancelar nossa comunicação a qualquer momento. Para saber mais, clique aqui.